quinta-feira, 30 de junho de 2005

RECUPERO UM POST ANTIGO...

Publicado por Desnorteada às 5:02 da tarde 1 comentários
Sinto-me uma E.T....

Já não sei o que fazer para me sentir bem comigo... Por vezes, olho à minha volta e reparo que nada daquilo que me rodeia tem a ver comigo. Sinto-me à parte de tudo e de todos... Não sei se o problema sou eu ou se é de tudo o que me envolve...
Há quem diga que não sou normal... Até hoje achava que ser invulgar era uma qualidade, mas acho que, cada vez mais, esta característica é um defeito...
Eu podia fazer uma lista infindável de coisas com as quais não me identifico absolutamente nada... Mas, seria um absurdo... Só gostava de compreender o que se passa comigo e com os outros... Mas, não entendo... não entendo, mesmo!

quarta-feira, 29 de junho de 2005

PORQUE MAIS VALE RIR QUE CHORAR!

Publicado por Desnorteada às 6:04 da tarde 3 comentários
Vejam... vale a pena! Aprenda aqui a conduzir.

terça-feira, 28 de junho de 2005

TENHO DIAS ASSIM...

Publicado por Desnorteada às 2:31 da tarde 1 comentários


Observo e passo o tempo a imitar... A inocência perde-se e a paciência tem limites!

segunda-feira, 27 de junho de 2005

A LUTA PERSISTE...

Publicado por Desnorteada às 11:33 da manhã 0 comentários
Chego à estação ainda vazia... Falta pouco para partir. Em segundos vejo e revejo a minha vida. A que tive, a que tenho e a que quero ter. Repenso as ideias e reorganizo atitudes. Sinto-me com um palmo cheio de areia que teima em fugir entre os dedos... Sinto-te ausente. Sinto-te perto, mas longe. Resisto. Bato-me para te alcançar... Resisto. Insisto. Quero-te e não vou desistir sem antes tentar... Depois... toca... outra vez... e mais uma vez... acordo e... Em segundos vejo e revejo a minha vida. A que tive, a que tenho e a que quero ter.



"Asas Nesta Voz"

"Amigo, meu amante adiado
Meu amor de dor intensa
Não tenho idade para o fado
Nem para a vida que me pensa

Os dedos puros na pele
Mal tocada, mal sentida
São dessa vida que me impele
Que repele o mel da vida

Atei assas nesta voz
Que larguei para me voar
Prendi a boca com nós
Só para nós, para nos amar

Mas só, quem ama não ama
A solidão não tem dó
Meu amor de cheia chama
Talvez também fique só

Atei assas nesta voz
Que larguei para me voar
Prendi a boca com nós
Só para nós, para nos amar"

Joana Melo
by Alexandre Honrado/ Renato Júnior E Susana Félix

quinta-feira, 23 de junho de 2005

NÃO SEI COMO FUGIR...

Publicado por Desnorteada às 2:57 da tarde 5 comentários
Tenho pensado tanto em ti... demasiado até. Do nada. De tudo. De uma música que oiço, de uma frase que leio, uma fotografia que vejo, um perfume que cheire... Ideias soltas que vêm até mim ou simplesmente olhares indiscretos que encontro. Tudo gira em torno de ti e tudo me leva ao teu mundo. Tu que chegaste sem pedir licença. Gosto da forma que me olhas, gosto da forma como andas, gosto da forma como falas, gosto da forma como ris. O teu sorriso... ai, o teu sorriso. Esse teu sorriso de criança inocente... e que me seduz... que me atormenta... que me acorrenta a ti sem que saiba como fugir.

quarta-feira, 22 de junho de 2005

ENTÃO, JÁ ME DESCOBRIRAM?

Publicado por Desnorteada às 12:20 da tarde 7 comentários

Eu bem disse que era mesmo aqui ao lado...
 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos