quinta-feira, 12 de junho de 2008

Publicado por Desnorteada às 11:05 da tarde 3 comentários
Há dias em que nos sentimos a mais. Há outros que nos sentimos a menos. E há outros ainda que nem mais nem menos... Eu sinto-me precisamente assim: nem a mais nem a menos. Quero tanto que nem sei o que já conquistei e o que ainda está por conquistar. Preciso de tanta coisa, mas não consigo perceber do quê e de como lá chegar.

Há dias em que nos sentimos a mais. Há outros que nos sentimos a menos. E há outros ainda que nem mais nem menos... Eu sinto-me precisamente assim: nem a mais nem a menos. É preciso coragem, é preciso vontade, é preciso capacidade e paciência. Saber esperar é uma virtude... mas estou cansada... e não sei fazê-lo.

Há dias em que nos sentimos a mais. Há outros que nos sentimos a menos. E há outros ainda que nem mais nem menos... Eu sinto-me precisamente assim: nem a mais nem a menos. Quero tanto descobrir o futuro. Quero tanto saber o que dizem as minhas mãos e o que me está destinado. Quero tanto saber como vão ser os próximos tempos... mas não tenho certezas.

Há dias em que nos sentimos a mais. Há outros que nos sentimos a menos. E há outros ainda que nem mais nem menos... Eu sinto-me precisamente assim: nem a mais nem a menos. Ao sabor da corrente, seguindo a maré... sem contrariar muito.

Há dias em que nos sentimos a mais. Há outros que nos sentimos a menos. E há outros ainda que nem mais nem menos... Eu sinto-me precisamente assim: nem a mais nem a menos. Porquê?! Porque tem de ser. Ponto.
 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos