sexta-feira, 20 de março de 2009

Publicado por Desnorteada às 5:30 da tarde 0 comentários
Por onde andas quando mais preciso de ti? :(

segunda-feira, 16 de março de 2009

Quase Perfeito

Publicado por Desnorteada às 3:36 da tarde 0 comentários

Sabe bem ter-te por perto
Sabe bem tudo tão certo
Sabe bem quando te espero
Sabe bem beber quem quero

Quase que não chegava
A tempo de me deliciar
Quase que não chegava
A horas de te abraçar
Quase que não recebia
A prenda prometida
Quase que não devia
Existir tal companhia

Não me lembras o céu
Nem nada que se pareça
Não me lembras a lua
Nem nada que se escureça
Se um dia me sinto nua
Tomara que a terra estremeça
Que a minha boca na tua
Eu confesso não sai da cabeça

Se um beijo é quase perfeito
Perdidos num rio sem leito
Que dirá se o tempo nos der
O tempo a que temos direito

Se um dia um anjo fizer
A seta bater-te no peito
Se um dia o diabo quiser
Faremos o crime perfeito

Donna Maria
(Miguel Rebelo, Letra: Miguel A. Majer)

quarta-feira, 11 de março de 2009

Publicado por Desnorteada às 10:26 da tarde 0 comentários
Tenho quase 29 anos e há dias em que me apetece ter de novo uns dois, três aninhos. À medida que vou crescendo, vou valorizando ainda mais determinados aspectos que em crianças me completavam: um abraço, um sorriso, um miminho... apenas. Tento ver a vida com optimismo, pensar nas coisas boas que ela me vai dando - que até são muitas! - mas nos últimos dias não consigo deixar de sentir que a vida em alguns campos não tem sido muito meiga comigo.

As minhas relações com as pessoas não são as melhores... acredito sempre que é possível receber tanto como dou e não é bem assim. Talvez o erro esteja em mim - por ser tão exigente com os outros como comigo - mas «c'um caraças» tantas vezes! Sou tudo aquilo que posso ser e, às vezes, até sou mais... desdobro-me em 50 esquecendo que como diz o povo: «o que é demais é erro!» e faço tudo e mais alguma coisa pelos outros [ainda!], quando nesta fase o que mais precisava era que alguém fizesse qualquer coisinha por mim. Preciso dos tais gestos, dos sorrisos, de um abraço daqueles que nunca mais se esquecem, de um beijo, de qualquer coisinha que me faça sentir eu novamente. Já percebi que todas as palavras do mundo não chegam e até já aprendi que mais vale calada e quieta do que a dizer aquilo que não quero ouvir - só para não saber aquilo que já sei mas que não quero, na verdade, saber...

Não aguento mais as distâncias inexplicáveis. Não aguento mais os silêncios impostos. Não aguento ser tão facilmente esquecida, ignorada e indiferente. As respostas que a vida me vai dando são tão duras, que não sei avaliar se não era melhor nem as ter - pelo menos, para não me sentir tão sozinha, tão incompreendida e não aceite por ninguém. Esta dor e raiva que tenho andado a guardar para mim - porque é melhor! - não é saudável. Esta impotência que sinto quando vejo que pensam que me estão a enganar e eu não estou a entender revolta-me de uma maneira que chego a ter medo de mim. Regra geral, sei sempre muito mais do que o que as pessoas pensam. A minha intuição não é simpática e isso magoa... muito! Estar sozinha numa batalha que se quer de mais alguns pode ser bom, mas também me vai transformando numa mulher que não quero ser. E esta é que é a verdade! Lamento...

32 músicas em 8 minutos...

Publicado por Desnorteada às 10:15 da manhã 0 comentários

Simplesmente brilhante!

domingo, 8 de março de 2009

Publicado por Desnorteada às 4:35 da tarde 1 comentários
Poderá um leão criado num rebanho de ovelhas ser um autêntico leão?

segunda-feira, 2 de março de 2009

Saudade...

Publicado por Desnorteada às 6:16 da tarde 1 comentários
do ant. soedade, soidade, suidade < Lat. solitate, com influência de saudar

s. f.,
lembrança triste e suave de pessoas ou coisas distantes ou extintas, acompanhada do desejo de as tornar a ver ou a possuir;
pesar pela ausência de alguém que nos é querido;
nostalgia;

Bot.,
nome de várias plantas dipsacáceas e das respectivas flores;
(no pl. ) lembranças afectuosas a pessoas ausentes;
(no pl. ) cumprimentos.

in www.priberam.pt

domingo, 1 de março de 2009

Pensamento do dia...

Publicado por Desnorteada às 10:31 da tarde 0 comentários
Não adianta nada... o vazio está cada vez mais vazio.
 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos