quinta-feira, 28 de maio de 2009

Publicado por Desnorteada às 9:58 da manhã 2 comentários
Ontem o FC Barcelona fez-me feliz! ihihihihi

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Insulto ao Amor

Publicado por Desnorteada às 11:05 da manhã 3 comentários
Há algumas semanas que sigo o blog deste senhor! Hoje, não resisto a copiar-lhe o texto, não só porque a escrita é deliciosa, mas também porque é exactamente isto que queria ter conseguido pôr no papel.

O amor é o maior filho da puta à face da terra. É um falso, um embuste, um sacana da pior espécie. É o escroque que se embrenha em nós, que nos consome, que nos corrói, que se cola como uma lapa e que depois, quando nos queremos ver livre dele, recusa-se a ir. E não nos larga o coração e suga-nos até à alma.

O amor é tudo o que não se quer. Porque não dura sempre – e nós sabemos que ele não dura sempre e teimamos em idolatrá-lo. Enquanto dura, enquanto existe no ar, enquanto alimenta uma vida, finge-se de herói, de salvador, de deus da alegria. Mas anda a enganar-nos a todos. O amor é um Judas, um Robert Ford, é o vira-casacas que nos entrega aos bandidos, que nos espeta uma faca nas costas. É o cínico que se faz de amigo, de gajo porreiro, para que quando viremos costas nos atirar para a valeta.

Miguel Esteves Cardoso fez um dia o elogio ao amor. Ah! Ah! Só dá para rir. Elogiar o quê? O amor puro só serve para vender bilhetes de cinema, porque não há amor puro, porque se houvesse o amor puro venceria tudo, aguentaria embates com a força de um camião TIR, derrubaria fortalezas, esmagaria exércitos, mas não, o amor puro só faz isso no cinema, porque é nas telas e nos guiões que ele existe. Diz o Miguel que o amor é uma coisa e a vida é outra. Nisso tem razão. A vida é o que é, é o que nós fazemos dela, o amor não, o amor é um traste que quando se quer ir embora vai e não liga puto a quem o tratou bem, a quem acreditou nele, a quem lutou por ele – falso, Judas, cabrão de merda.

O amor é uma praga que se espalha e se impregna nos corações dos fracos, porque ele sabe que todos somos fracos e que todos queremos encher o coração com alguma coisa. Geralmente é com o amor, que chega de pantufas, pé ante pé, mergulha no quentinho do coração e tapa-se até às orelhas. E ali fica, como se fosse a coisa mais querida do mundo. Só que ele não dorme. Ele finge que dorme, porque - não sei se já disse - o amor é um falso, um paneleiro sem vergonha, que só nos quer conquistar para mostrar que é forte, que move marés, faz o sol brilhar e gera tempestades. E é isso que ele faz. Mostra-nos o sol, para logo de seguida nos espetar com um trovão nos cornos, que nos frita os miolos e nos manda desta para melhor.

O mundo está cheio de gente enganada, de gente infectada por esta doença mascarada de coisa fofinha, esta coisa que diz chamar-se amor. A esses, aos enganados, aos pobres coitados que pensam que ganharam o Euromilhões porque têm o coração cheio, só deixo um recado: não perdem pela demora. O amor só está à espera do melhor momento para vos fulminar. É no momento em que virarem costas, é no momento em que se mostrarem frágeis, é no momento em que derem o flanco, é aí, meus caros, que estão fodidos.

Porque noutra coisa o Miguel Esteves Cardoso tinha razão: o Amor é fodido.

by O Arrumadinho

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Desengano

Publicado por Desnorteada às 10:12 da manhã 1 comentários
s. m.
1. Saída do erro ou do engano em que está.
2. Franqueza, sinceridade (que não deixa lugar a enganos).

desenganar - Conjugar

v. tr.
1. Tirar (a alguém) do engano.
2. Fig. Fazer perder a esperança.
3. Fazer claro a.
v. pron.
4. Sair do engano; conhecer a verdade.
5. Pop. Decidir-se.

in www.priberam.pt

sexta-feira, 15 de maio de 2009

«Se ele quisesse, éramos dois a querer!»

Publicado por Desnorteada às 11:08 da manhã 3 comentários
Hoje, caiu na caixa de correio um e-mail que, vá... me faz suspirar de cada vez que o abro (e garanto-vos já abri este e-mail pelo menos umas 10 vezes...)



Minha Nossa Senhora... onde é que há disto para eu procurar. Compro já!



Estou completamente derretida!

P.S.: A frase do título é da autoria desse grande fotógrafo internacional Orlando Fonseca e o sr. que me faz feliz chama-se SAKIS ROUVAS E FOI VOTADO O HOMEM MAIS BONITO DO MUNDO!

sábado, 2 de maio de 2009

Her Morning Elegance

Publicado por Desnorteada às 9:07 da tarde 1 comentários

Sun been down for days
A pretty flower in a vase
A slipper by the fireplace
A cello lying in its case

Soon she's down the stairs
Her morning elegance she wears
The sound of water makes her dream
Awoken by a cloud of steam
She pours a daydream in a cup
A spoon of sugar sweetens up

And She fights for her life
As she puts on her coat
And she fights for her life on the train
She looks at the rain
As it pours
And she fights for her life
As she goes in a store
With a thought she has caught
By a thread
She pays for the bread
And She goes...
Nobody knows

Sun been down for days
A winter melody she plays
The thunder makes her contemplate
She hears a noise behind the gate
Perhaps a letter with a dove
Perhaps a stranger she could love

And She fights for her life
As she puts on her coat
And she fights for her life on the train
She looks at the rain
As it pours
And she fights for her life
As she goes in a store
With a thought she has caught
By a thread
She pays for the bread
And She goes...
Nobody knows

And She fights for her life
As she puts on her coat
And she fights for her life on the train
She looks at the rain
As it pours
And she fights for her life
Where people are pleasently strange
And counting the change
And She goes...
Nobody knows

Oren Lavie

 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos