segunda-feira, 29 de junho de 2009

Publicado por Desnorteada às 11:16 da tarde 2 comentários
Depois de pensar, pensar, pensar, pensar, pensar... cheguei a uma conclusão:

Preciso de miminhos!

Estou oficialmente deprimida.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Publicado por Desnorteada às 10:33 da tarde 2 comentários
Toda a gente me diz que mereço ser feliz... Pergunto: então porque raio é que isso não acontece?

terça-feira, 9 de junho de 2009

...

Publicado por Desnorteada às 3:50 da tarde 0 comentários
Às vezes é no meio do silêncio
Que descubro o amor em teu olhar
É uma pedra
Ou um grito
Que nasce em qualquer lugar

Às vezes é no meio de tanta gente
Que descubro afinal aquilo que sou
Sou um grito
Ou sou uma pedra
De um lugar onde não estou

Às vezes sou também
O tempo que tarda em passar
E aquilo em que ninguém quer acreditar

Às vezes sou também
Um sim alegre
Ou um triste não
E troco a minha vida por um dia de ilusão
E troco a minha vida por um dia de ilusão

Às vezes é no meio do silêncio
Que descubro as palavras por dizer
É uma pedra
Ou um grito
De um amor por acontecer


Às vezes é no meio de tanta gente
Que descubro afinal p'ra onde vou
E esta pedra
E este grito
São a história d'aquilo que sou

«Silêncio e Tanta Gente» de Maria Guinot

terça-feira, 2 de junho de 2009

Ora aí está!

Publicado por Desnorteada às 10:09 da manhã 0 comentários
«Mais um bocadinho e estamos todos a quinar :S!! Aiiiii...»
by Scooby
P.S.: Cliquem na imagem para ler o texto.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Taça de Portugal

Publicado por Desnorteada às 10:25 da manhã 1 comentários
Ontem estive no Jamor e, pela primeira vez, não quero lá voltar...
O F. C. Porto venceu a 14ª Taça de Portugal e conseguiu a sexta dobradinha (Bib'ó Porto, Carago!), calando muita gente que ficou sem argumentos para denegrir um clube. Dentro das 4 linhas, o ambiente foi pobre e, fora delas, o que valeu foram as cores azul, branco e amarelo. Apesar da envolvência do jogo ter sido um espectáculo de louvar, o Estádio Nacional não tem condições para receber um jogo de futebol: há ervas no meio dos bancos, insectos por todo o lado, lixo, não há casas de banho decentes, há bancos soltos (mesmo à mão de semear e susceptíveis de arremesso!), não transmite segurança absolutamente nenhuma e desrespeita o conforto no desporto.
Os jogos no Jamor são únicos, mas para continuar a receber gente terá de sofrer uma renovação, ou pelo menos, deverá ter uma manutenção irrepreensível. Quando ontem me sentei para ver o jogo, só tinha uma pergunta na cabeça: com 10 estádios construídos de raiz em POrtugal, novos, sem enchentes durante todo o ano, porque é que duas equipas do norte se têm de deslocar à capital para jogar num sítio onde ver um jogo de futebol é um sacrifício??

Lamentável!
 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos