sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Ainda da vida...

Publicado por Desnorteada às 6:20 da tarde
Não sei se já andei para a frente, se abandonei inteiramente o passado ou se ainda estou a olhar para trás, parada na esperança de que um dia o final seja outro. Não sei se já sou quem desejava mas acredito que estou mais perto. Depois dos entraves, das dificuldades, das máscaras, dos refúgios e «saídas de emergência», tudo acaba por se encaminhar. E na direcção correcta. Sei que tudo o que tenho, e que consegui até hoje, é resultado de muitos sacrifícios. Sei que sofro sempre mais... mas chego lá... à terra dos sonhos... [à dos meus sonhos]. Um dia de cada vez. E sei-o porque sempre cheguei. Quanto àquele lugar, ao da magia e dos sorrisos parvos o dia inteiro, esse está a fazer-se de difícil. Nunca o cheguei a atingir... Ou porque me assusto e fujo a sete pés, ou porque me fazem acreditar nesse lugar, mas depois fecham-me as portas na cara... não, não, os portões de ferro, com chaves que dão voltas e voltas, e nunca mais se hão-de abrir, [pelo menos para mim!]. Não sei nada sobre o amor. É a mais pura das verdades. Será que vale a pena continuar à procura do tal lugar? Será que se eu fizesse meio caminho, a porta se abriria afinal? Será que eu conheceria finalmente o lugar? [Aquele onde me sinto completamente eu... o melhor lugar do mundo: TU. Ainda que estejas longe, que eu desconheça e de quem tenho medo... muito medo?] Não sei... e acho que nem vale a pena tentar saber. Aconteça o que tiver que acontecer, porque, neste momento, já não tenho mão sobre o que sinto ou o que venha a sentir.

2 comentários:

mari on 9:07 da tarde disse...

ele, aquele que trará as chaves, saberá como te fazer voltar a acreditar ;)
**

Desnorteada on 11:06 da manhã disse...

:) quero acreditar que sim... que ainda existirá um ele com as chaves. ;) Beijinhos

 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos