domingo, 21 de outubro de 2012

Ainda te imagino...

Publicado por Desnorteada às 9:21 da tarde
É fácil acreditar em ti quando nos reencontramos nos sonhos, na vida, nos projectos que queremos para o futuro e nas experiências que fomos deixando pelo passado. Não sei como és, como me vais encontrar, como te vou descobrir; sei, apenas, que um dia, os nossos caminhos se cruzarão e aí tudo será mais simples. Eu sei. Ainda te imagino. Num gesto único e rápido, prolongas a saudade que criaste em mim e nem te dás conta disso, porque não faz sentido, porque tudo dói mais se for vivido intensamente, porque chegas sempre de mansinho.

Odeio-te. Não é justo que entres em jogo sem ter intenção de jogar. Não interessa se é para perder, ganhar ou até empatar. É a sinceridade que conta, é o que fica que vai magoar, que vai preencher, que vai construir. [Suspiro!] Ai, odeio-te! Com todas as minhas forças. És tão fraquinho, tão cobarde, tão ruidoso. Tens de ser sempre o protagonista, nem que para isso, um de nós fique desolado, com o coração em carne viva, sem poder ser tocado, ser alimentado, ser curado. Odeio-te tanto!

Como te imagino? Leve. Em paz. Com sorrisos e abraços, todos os dias. Com palavras, com beijos e beijos e beijos. Com regressos demorados e ausências adiadas. Com projectos, com desejos, com a felicidade vestida de silêncios que não incomodam, de afectos que preenchem, de tempo que teima em voar [porque só as coisas boas nos fogem!]. Como te imagino? Um ser que protege, que cuida, que finta a desilusão e se rende aos sentimentos. Um lugar que se quer fazer segredo e esconder a sete chaves. Um detalhe que faz a diferença, que indica o caminho a seguir, sem desvios nem atalhos. Como te imagino? Meu.

7 comentários:

joão disse...

já tinha saudades disto... ;) solta a caneta mais vezes, mulher...

Desnorteada on 10:22 da manhã disse...

oh... não digas essas coisas, joão! :*

Teresa disse...

um hino ao amor... lindo, lindo! ;*

PM on 10:18 da tarde disse...

Bonito sim senhor. Gostei muito como de costume e, como de costume, de encontro ao que muitas vezes penso e sinto. :)

Desnorteada on 11:10 da tarde disse...

Teresa, nem tanto... mas muito, muito obrigada! :)

PM, obrigada pelas tuas palavras. ;)

PM on 9:21 da tarde disse...

Não agradeças, são de coração ;)

Desnorteada on 11:12 da manhã disse...

;)

 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos