quarta-feira, 6 de março de 2013

Está tudo bem?

Publicado por Desnorteada às 12:39 da manhã

Ando um bocado cansada da expressão. A sério. Já contaram quantas vezes vos perguntam se está tudo bem ao dia? Ou ao telefone, ou por e-mail, ou num chat qualquer [porque agora estamos ligados a não sei quantos], ou num sms. O "está tudo bem?" tem de estar sempre presente. A resposta é sempre mesma: sim e contigo? Quando na verdade o que quero dizer, na maior parte das vezes, é: não, está tudo uma merda. Às vezes, ponho-me a pensar quantas vezes essa pergunta é feita com verdade, com a sincera intenção de querer saber se estou bem ou não, se interessa a quem a faz a resposta que vou dar. Ontem, acabei por responder: "mais ou menos" e a resposta foi: "então?". É que as pessoas não estão habituadas a que se responda a isso com o que lhe vai na alma [ou quase isso]. Estamos todos formatados para sermos politicamente correctos. E é assim, verdade, verdadinha, não fica nada bem dizer que a vida está uma merda. Já aqui disse várias vezes que somos personagens numa história que nós próprios vamos construindo à medida que o tempo passa. E nem imaginam como me tenho sentido assim. Um boneco que não pode mostrar o que sente, porque também tem pouca gente a quem contar o que o faz chorar enquanto conduz, enquanto não dorme, enquanto não tem com o que se ocupar. Gostava que alguém se sentasse ao pé de mim e me perguntasse se está tudo bem comigo e eu sentisse que a pergunta não era de circunstância. Já não me lembro o que é sentir que alguém se preocupa comigo, de como vai a minha vida e como estou a lidar com o se está a passar nela. E fico triste por não me lembrar. E fico triste por achar que isso é pedir muito. Demasiado. 

3 comentários:

Kate on 5:51 da tarde disse...

Tão verdade... Quantas e quantas vezes dizemos que está tudo bem sem estar, muitas das vezes até para nos enganarmos a nós próprios...

PM on 10:42 da tarde disse...

É verdade, às vezes precisava de algo assim. Mas já me habituei a viver sozinho, ainda para mais agora longe de tudo e todos.

Desnorteada on 11:27 da tarde disse...

Kate, isso mesmo... para nos enganarmos a nós próprios. ;) Kiss kiss

PM, é esse o mal: habituarmo-nos a isto... :/

 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos