quarta-feira, 1 de maio de 2013

Do passado...

Publicado por Desnorteada às 12:24 da tarde
(...) Arrumei os amores, é a primeira regra da vida – saber arquivá-los, entendê-los, contá-los, esquecê-los. Mas ninguém nos diz como se sobrevive ao murchar de um sentimento que não murcha. A amizade só se perde por traição – como a pátria. Num campo de batalha, num terreno de operações. Não há explicações para o desaparecimento do desejo, última e única lição do mais extraordinário amor. Mas quando o amor nasce protegido da erosão do corpo, apenas perfume, contorno, coreografado em redor dos arco-íris dessa animada esperança a que chamamos alma – porque se esfuma? Como é que, de um dia para o outro, a tua voz deixou de me procurar, e eu deixei que a minha vida dispensasse o espelho da tua?


Inês Pedrosa

3 comentários:

Jovem $0nhador@ on 1:17 da tarde disse...

Um bonito texto =)

Kate on 5:46 da tarde disse...

Tão bonito!

Desnorteada on 10:49 da tarde disse...

Quando a inspiração anda fugida, recorre-se aos melhores... ;)

 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos