domingo, 29 de setembro de 2013

Dia de festa.

Publicado por Desnorteada às 10:35 da manhã 2 comentários

Não, não faço anos. Isso é só em Abril. Hoje o motivo de festa é outro bem diferente. O aniversário é da projecto mais importante da minha vida - a minha empresa. Três anos. Quem diria?! Três anos de muitos sorrisos, de muitas lágrimas, de muitas conquistas, de muitas dores de cabeça, de muitas discussões, de muitas gargalhadas... É incrível, mas olho para trás e não há uma única dúvida de ter sido o melhor que fiz a nível profissional. Não importa que não seja milionária e que receba menos do que alguma vez recebi. É meu. É tudo para mim. É tudo conquistado com a minha dedicação, coragem e muita, muita persistência. Sempre me disseram que o pior seriam os primeiros três anos. Que assim seja. Que o melhor de tudo ainda esteja por vir... eu estarei aqui de braços abertos para o receber.

sábado, 28 de setembro de 2013

Tenho visto que sim.

Publicado por Desnorteada às 10:29 da manhã 5 comentários

Esquecer uma mulher inteligente custa um número incalculável de mulheres estúpidas.

António Lobo Antunes

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Das dietas.

Publicado por Desnorteada às 1:52 da tarde 6 comentários

Nunca fui magra. E se me perguntarem se é isso que eu quero ser, eu direi peremptoriamente que não. Eu sempre quis sentir-me bem comigo... estando bem comigo e com o meu corpo, sou feliz. Há quatro anos, mais coisa menos coisa, descobri que tenho um distúrbio na tiróide e o meu corpo sofreu com isso. Só no último ano engordei 12Kgs [nem queria acreditar quando me pesei]. Disse para mim que esse era o sinal de que tinha de mudar alguma coisa e tem sido uma luta, todos os dias, contra a comida e contra o meu próprio corpo...
Neste momento, já mandei embora 5kgs. Mas é muito pouco para a alteração alimentar a que estou sujeita desde Julho. Nos últimos três meses tenho sido super-hiper-mega saudável e cumpro religiosamente o que a minha nutricionista me aconselha. O problema é que o meu corpo não me dá ouvidos e tem vontade própria [grandessíssimo filho da mãe!]. Uma pessoa "normal" a esta altura já devia ter perdido no mínimo 9kgs. Enfim... não posso é desmoralizar e há que acreditar que isto vai durar o dobro do tempo mas vai acontecer.
Ontem, ainda me atrevi a procurar ajuda num daqueles centros estéticos espectaculares. Vi uma promoção e pensei: aqui está uma forma de ajudar o meu corpo a ter juizinho. Assim que entrei, percebi que não ia conseguir fazer aquilo. Fui para uma avaliação corporal e trataram logo de me dizer que tínhamos muita coisa para trabalhar. Não tenho dúvidas de que seria bom para mim arriscar no que me estavam a vender, mas a verdade é que fui lá atrás de uma promoção de 39,90€ e saí de lá com a oferta de um plano de 20 massagens anti-celulíticas e um tratamento termo-coiso por 450€. Não é para todos. Mesmo. De qualquer forma, ofereceram-me a experiência de uma massagem. Nem sei se a vou aceitar. Vamos que gosto daquilo e depois fico deprimida por não poder cumprir o tratamento...
O passo seguinte é o ginásio. Na próxima semana vou à procura do sítio ideal para começar o meu treino a sério. Tenho feito caminhadas e tal, mas preciso de me mexer mais. Estou indecisa entre o Solinca e o Holmes Place. Já ouvi maravilhas dos dois, assim como também já ouvi críticas sobre os dois. Vou fazer uma pré-visita aos espaços e logo me decidirei. Tenho é que encaixar na agenda [e na minha cabeça] este novo ritual, começar a gostar de exercício físico e agir. No pain, no gain.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

É só isto!

Publicado por Desnorteada às 10:33 da manhã 0 comentários
Esta chuva que vá embora de fininho que os meus pés ainda não estão preparados para estarem fechados. Gosto de ter os pés felizes e dentro de um sapato é impossível. IM-POS-SÍ-VEL!

Music for the heart...

Publicado por Desnorteada às 1:27 da manhã 2 comentários

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Hoje ficamos todos mais pobres.

Publicado por Desnorteada às 5:52 da tarde 0 comentários

Por vezes cada objecto se ilumina
do que no passar é pausa íntima
entre sons minuciosos que inclinam
a atenção para uma cavidade mínima
E estar assim tão breve e tão profundo 

como no silêncio de uma planta
é estar no fundo do tempo ou no seu ápice
ou na alvura de um sono que nos dá
a cintilante substância do sítio
O mundo inteiro assim cabe num limbo
e é como um eco límpido e uma folha de sombra
que no vagar ondeia entre minúsculas luzes
E é astro imediato de um lúcido sono
fluvial e um núbil eclipse
em que estar só é estar no íntimo do mundo

António Ramos Rosa, in "Poemas Inéditos"

domingo, 22 de setembro de 2013

Para mim é Outono e nem quero saber.

Publicado por Desnorteada às 8:02 da tarde 0 comentários


Está calor. Apetece ir à praia e a roupa que o corpo suporta é pouca. Mas eu nem quero saber. E não sei se isto é bom ou mau. Este é aquele tempo em que tenho pena de começar a despedir-me do Verão, mas que apetece, desde cedo, e quase todos os dias, abraçar o Outono. Há pessoas que fazem uma lista de desejos ao virar do ano, como eu já tentei fazer várias vezes, mas para mim as mudanças fazem-se neste dia [já viram como a casa está janota?]. No dia em que o Outono começa. Não me perguntem porquê, mas gosto de fazer balanços na viragem do tempo quente para o tempo morno. Talvez por ser a estação com que mais me identifico. Sabem aquele jogo de nos pormos sempre no lugar de algo ou alguma coisa? Eu gosto de me pôr no lugar do Outono. As árvores a despirem-se e a mudarem de cor, como se fossem ao cabeleireiro todos os dias, douradas, alaranjadas, rosadas, acastanhadas, quase despidas. As crianças [e nesta também me incluo] aos saltos pelas ruas, brincando nos montes de folhas secas só para ouvi-las estalar debaixo dos seus pés. Os chás, que aquecem coração e alma, começam a ganhar vida nas noites mais frias. As lãs, que aconchegam o corpo, como se fossem abraços, sentidos e desejados, enchem-nos o peito de uma esperança sem fim. As primeiras chuvas e o cheiro da terra molhada. O aroma da marmelada pela casa fora acabadinha de fazer e a chamar por mim para uma primeira prova. As torradas com a geleia que a minha mãe, pacientemente, fez. Os primeiros acorde para um Inverno que também se deseja. Os meses antes do Natal. Os desejos de um novo ano cheio de coisas para viver... as juras, as vontades, os sonhos. Bem-vindo Outono! Eu estou aqui de braços abertos para que tudo se concretize, tão perfeito como um pôr-do-sol e a brisa do mar ao final do dia. Porta-te bem. Não me desiludas.

Hoje...

Publicado por Desnorteada às 2:24 da tarde 0 comentários


... só por ser Outono.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Eu e as Covers #17

Publicado por Desnorteada às 9:22 da tarde 0 comentários


Porque a música é uma excelente companhia e porque vou ter uma noite de trabalho interminável.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Hmmmm...

Publicado por Desnorteada às 4:33 da tarde 0 comentários

Quase, quase.
Mas...
R E S I S T I.

domingo, 8 de setembro de 2013

I'm in love...

Publicado por Desnorteada às 7:09 da tarde 4 comentários


Tão bom de ouvir, meu Deus!
 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos