quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Do coração com amor... #1

Publicado por Desnorteada às 1:17 da tarde

1 de Fevereiro de 2013

Tudo se passa aos poucos. Vou-te afastando de mim. E tu de nós. Tudo começa a ficar em silêncio, sem muitos barulhos e sem que nem eu nem tu nos apercebamos do que realmente está a acontecer. Aos poucos ficarei longe de ti, de tudo o que me deste e fizeste sentir, dos sonhos que tinha para nós. O melhor de tudo? Nem sentirei falta disso nem tão-pouco de ti. Agora, neste preciso momento, ainda me parece estranho e quase impossível, mas aos poucos sei que vou acostumar-me. Tu também. Há muito que tens outra no meu lugar. Lugar esse que nem foi meu. Essa é a verdade que dói, mas que não posso omitir. E em poucos meses nem nos lembraremos mais do que fomos, do que sentimos, de como gostávamos de falar e estar juntos. Sei que, de alguma maneira, eu fui importante para ti, mas isso já vai longe. Sei, também, que não tens dúvidas de que te amei, mas isso também pouca relevância tem. Aos poucos, vamos desaparecendo do dia-a-dia. E um dia destes, vamos passar a ser dois estranhos, sem nos reconhecermos, sem saber nada um do outro. Neste caminho das despedidas, vão-se as palavras, os beijos, a companhia, a amizade até. Depois as conversas intermináveis, a cumplicidade, o querer, o medo de te perder. Aos poucos, vamos ser | estar cada vez menos um para o outro. A verdade é que não falta muito para sermos um incómodo na minha vida e na tua. Sabes, num espaço onde já andam novos amores, nunca haverá lugar para nós. Pela primeira vez, nem como amigos.


7 comentários:

joão disse...

Tens mesmo que deitar cá para fora essas palavras. Gosto de te ler. ;)

Desnorteada on 12:47 da tarde disse...

Obrigada joão. Esta rubrica serve para isso... para pôr cá fora sentimentos em palavras. ;)

Teresa disse...

é tão bom quando ficamos conscientes de tudo o que se está a passar à nossa volta. muito bom texto.

Dias em rosa on 11:35 da manhã disse...

*abraçinho*
:*

Desnorteada on 10:55 da tarde disse...

Teresa, muito obrigada! ;)

Dias em Rosa, já passou... :P

PM on 2:41 da tarde disse...

Como eu te percebo, por vezes nem amigo de consegue ser e o melhor mesmo é afastar.
O desapego, o desamor.

Desnorteada on 10:00 da manhã disse...

PM, quando não nos respeitam é muito difícil. ;)

 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos