sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Eu e as Covers #23

Publicado por Desnorteada às 11:15 da manhã 0 comentários

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Pequenos "grandes" pormenores… #1

Publicado por Desnorteada às 11:42 da manhã 2 comentários

Todas as manhãs há chá na minha secretária. Ora de laranja, ora de frutos vermelhos, ora de roibos e morangos, ora de roibos e chocolate, ora de menta, ora de limonete, ora… pouco importa de quê. Gosto de chás frutados, com sabores intensos e que nos deixem com uma sensação de delícia na boca. [Eu que ando numa dieta há quase oito meses, tenho de descobrir várias armadilhas alimentares para enganar cabeça e estômago e os chás têm sido bons aliados nesta minha luta.] Depois é a caneca… tem de ter sempre um pormenor especial… esta faz parte da minha colecção de vaquinhas há muitos anos e anda comigo de trabalho em trabalho, mas tenho outra que também tem um detalhe bem catita… mas essa fica para uma próxima vez. :P

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Tenho visto que sim. #9

Publicado por Desnorteada às 1:08 da tarde 0 comentários

"não me prendo a nada que me defina. sou companhia, mas posso ser solidão. tranquilidade e inconstância, pedra e coração. sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono. música alta e silêncio. serei o que você quiser, mas só quando eu quiser. não me limito, não sou cruel comigo! serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer. suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contacto. ou toca ou não toca."
Clarice Lispector

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Pensem nisto.

Publicado por Desnorteada às 4:49 da tarde 2 comentários


"Só de mim conta a história de alguém que já teve tudo e que só se apercebeu disso depois de perder…" É assim que descrevem este vídeo. Vale a pena ver...

De ouvidinho apurado...

Publicado por Desnorteada às 3:06 da tarde 0 comentários


E pronto… a tarde hoje é na companhia deste senhor.
Ma-ra-vi-lha...

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Pequenos "grandes" pormenores...

Publicado por Desnorteada às 4:02 da tarde 5 comentários

Pois é, hoje decidi inaugurar aqui uma rubrica nova. Não é que interesse muito a quem me lê o que eu uso, o que gosto de ter à minha volta ou apenas algo que me chama a atenção, mas como este lugar é de registos eu vou começar a pôr também aqui alguns detalhes do meu dia-a-dia. Já faço isso no meu facebook pessoal e acho engraçado a reacção que provoca aos meus amigos facebookianos. Por isso, tomei a liberdade de presentear também os meus amigos bloggers, que merecem conhecer-me um bocadinho melhor… nem que seja através de imagens [já faltou mais para criar um perfil no instagram, cof, cof!]. Espero que gostem! :*

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Desta sexta-feira...

Publicado por Desnorteada às 12:09 da tarde 2 comentários
Toda a gente já sabe que tenho uma enorme panca por publicidade. Não fosse a minha área de trabalho e tal… o dia 14 é sempre um dia dado a estas coisas do marketing e, para mim, a campanha mais fofinha do Dia dos Namorados é a da Nasex. Acho um piadão e rio-me sempre que vejo os outdoors e os mupis que estão por aí espalhados em todo o lado.
São ou não são um máximo? 
E ainda por cima se clicarem lá naquele linkzinho que vos deixei, dá para mandarem à vossa cara metade um postal destes. A-do-ro. Campanha muito, muito, muito bem concebida. 

Voltaram...

Publicado por Desnorteada às 11:35 da manhã 1 comentários


… em bom. ;)

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Da publicidade...

Publicado por Desnorteada às 3:44 da tarde 4 comentários


Quantos de nós já não se despenharam com um primeiro beijo? A Lacoste pega nesse momento, nesse preciso momento em que perdemos a cabeça por  um beijo, e faz a melhor homenagem à própria vida: quem não arrisca não petisca. :P

"The Big Leap" mostra a manobra arriscada que é o amor.

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

O primeiro dia de chuva da Kayden.

Publicado por Desnorteada às 5:25 da tarde 0 comentários


Este é o vídeo que mostra o dia em que Kayden, uma menina de 15 meses, descobriu a chuva.
Eu tenho 33 anos e continuo a ficar assim quando ando descalça à chuva ou quando deixo que a chuva me beije o rosto num dia quente de verão. Sim, é verdade, eu não me importo nada com a chuva. Eu gosto de chuva e das pessoas que sorriem com ela.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Do coração com amor… #2

Publicado por Desnorteada às 4:58 da tarde 4 comentários

22 de Dezembro de 2013

Tu cansas-me. Quer dizer, não tu, mas aquilo que representas[te] na minha vida. Porque estás e não estás. Estou sempre a tropeçar em coisas nossas e a procurar evitar isso mesmo, a contornar os momentos que vivemos [e, sobretudo, os que eu quis viver] como quem contorna obstáculos na estrada. Enfim acho que devo a mim própria o afastamento. Gosto de pensar que vou conseguir ser feliz sem estar contigo e sem tu andares aqui a pairar no ar como quem vela por mim. Gosto e preciso de pensar nisso a toda a hora, todos os dias, todos os meses e todos os anos daqui por diante.


Acredito que há momentos para tudo e, portanto, acredito que este não é o nosso momento. Se antes não foi, também não é agora que vai ser. Não são coincidências estas coisas todas. A isto prefiro, de longe, chamar de destino. Eu sei é difícil perceber. Tu, que és compatível com tudo o que sonhei e desejei para mim, não podes ser mais o dono dos meus pensamentos. [Tens lá tu ideia de quantas noites passei em claro por tua causa?!] Digo muitas vezes que consigo sempre aquilo que quero e depende só de mim e não posso querer ter na vida uma pessoa que me estraga os planos e que me desmoraliza. Somos ambos demasiado complicados para aceitar seja o que for.

Como eu adorava estar na tua cabeça. Só isso. Conseguir entrar e ficar na tua cabeça para tentar perceber o que fui para ti e o que pensas tu de mim. De nós. Apesar de tudo, éramos tão iguais tão amigos, tão cúmplices. Por que não deu certo? Por que é que a minha genuinidade, que elogiavas tanto, nunca te chegou. Cá dentro, no meu coração, já consegui amenizar as diferenças e a mágoa que deixaste, mas a verdade, verdadinha, é que sinto a tua falta e ainda me pergunto, muitas vezes, "e se?". E é isto: "e se?". É tudo isto. Apenas isto.
 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos