quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Do coração com amor. #6

Publicado por Desnorteada às 10:56 da tarde


Dou voltas. Dou tantas voltas. Voltas à memória, à alma, ao coração. Tantas e tantas voltas... Como se pode deixar de pensar no que já se viveu quando é isso que faz de cada um de nós o que somos hoje? Não há nada a fazer: o passado determina o presente. O que vivemos diz-nos, todos os dias, o que não devemos fazer e o que não devemos querer para nós. O que mais me custa é perceber que nunca fui suficientemente importante para ti. Aliás, nem para ti nem para ninguém. Não fui. Ponto. E esta merda mói. Esta triste realidade corrói-me da cabeça aos pés. Faz-me ter medo. Faz-me tremer. Faz-me querer e não querer, avançar e recuar, saber e não saber. Às vezes meia hora chega, outras nem meia dúzia de anos conseguirão apagar. Tenho saudades de te ter para falar, da atenção que me davas, do tempo que investias em mim. Não são saudades de ti nem do que éramos, mas saudades de ter ali alguma coisa. Saudades de saber a quem ligar, a quem mandar um beijo, a quem desejar sonhos doces e felizes. [Lembra-te-ás disto?!] Hoje é o vazio, amanhã não sei. Apetecia-me que o sol bastasse. Que cada raio de sol me aquecesse por dentro e me mostrasse que nem tudo é mau, que nem tudo está perdido e que o amanhã ainda apetece.

4 comentários:

João disse...

o amanhã tem de apetecer sempre, menina... ;)

Desnorteada on 4:08 da tarde disse...

João, estou a fazer por isso... :P

PM on 9:08 da manhã disse...

Pois mói, há muito tempo que esse sentimento me vem corroendo e deixa-me um bocado triste.

Gostava que, tal como tu, o sol bastasse mas não chega tal como eu próprio nunca cheguei...

O amanha por vezes só se vai fazendo em função das obrigações que tenho.

Desnorteada on 10:14 da manhã disse...

PM, percebes perfeitamente o que escrevi, não é?! Amigo, a única coisa que podemos fazer é ir tentando ser feliz com o que a vida nos vai dando e, tal como eu, de certeza que tu também tens coisas que te fazem bem e te põem com um sorriso parvo na cara. São essas que devemos aproveitar para o amanhã nos apetecer... ;)

 

O Meu Lado B Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos